História

As cidades de Limeira e Iracemápolis, até 1985, faziam parte da base do Sindicato dos Bancários de Rio Claro. Era um ano de muitas manifestações pela sociedade para um país mais democrático e principalmente dos trabalhadores para conquista de direitos. E os bancários de Limeira e Iracemápolis não podiam se furtar de participar dessa luta.

Foi então que alguns bancários se organizaram e fundaram a Associação dos Bancários de Limeira e Iracemápolis no dia 29 de Maio de 1985. Um Sindicato de Luta para representar todos os bancários e ser protagonista na luta por Direitos.  Nascido com os princípios do “novo sindicalismo” iniciado com a fundação da Central Única dos Trabalhadores – CUT.

Esses bancários tiveram um árduo trabalho para o reconhecimento da Associação em Sindicato pelo Ministério do Trabalho, como por exemplo, a representatividade na base que se deu com a sindicalização de um grande número de bancários, a participação e a atuação junto aos representados.  Este reconhecimento veio com a “Carta Sindical” datada de 04 de julho de 1986 e a primeira diretoria foi eleita e tomou posse no dia 07 de setembro de 1986.

 

Desde então tivemos como Presidentes na entidade:

 

  • Luis Carlos Pierri – 1986/1989 e 1989/1992
  • Fabio Antonio Zuntini – 1992/1993
  • Neide Gonçalves Mansur – 1993/1995 e 1995/1998
  • Fátima Marina Celin – 1998/2001 – 2001/2004 e 2004/2007
  • Dalva Radeschi – 2007/2010 e 2010/2013
  • Ana Lúcia Ramos Pinto – 2013/2016 e 2016/2019

Luis Carlos Pierri, aposentado do Banco do Brasil, foi eleito vereador na cidade de Limeira pelo Partido dos Trabalhadores e dedicou-se a vida política.

 

Fabio Zuntini, funcionário da Caixa, foi transferido para a cidade de Fortaleza e renunciou ao mandato, mas continuou na militância sindical.

 

Neide Gonçalves, bancária aposentada do Banco do Brasil, também militante do PT, disputou a prefeitura em duas oportunidades.

 

Fátima Marina Celin, Secretaria de Formação (2016/2019),  oriunda do Banco Comind, hoje Santander,  foi eleita vereadora na cidade de Cordeirópolis por 3 mandatos 2005/2008, 2009/2012 e 2013/2016 e a Vice-Prefeita para exercer o mandato de 2017/2020 pelo Partido dos Trabalhadores,  onde atua bravamente na defesa dos trabalhadores, Agricultura Familiar, Criança e Adolescente e Saúde. Também mantém um projeto social no Assentamento XX de Novembro de Cordeirópolis, no qual o Sindicato dos Bancários é parceiro.

 

Dalva Radeschi, oriunda do Banespa,  hoje Banco Santander, membro da Direção Executiva da FETEC/CUT-SP, representando o Sindicato dos Bancários de Limeira.  A Companheira Dalva, com sua grande experiência e garra na defesa dos trabalhadores, está hoje representando não apenas os bancários de Limeira e Iracemápolis, mas também os bancários de outros 15 Sindicatos filiados à FETEC no Estado de São Paulo.

 

Ana Lúcia Ramos Pinto, funcionária do Banco Santander (ex - Banco Meridional), bancária desde 1988 e no no movimento sindical desde 1998. Membro da Coordenação da Subsede da CUT de Campinas, e Coordenadora do Coletivo de Formação da Subsede Campinas.

 

A categoria bancária vem reduzindo ao longo dos anos, em 1987 éramos em torno de 940 mil trabalhadores, segundo estudos do Dieese em 2014 cerca de 450 mil bancários. Isso se dá à informatização, as fusões e aquisições, privatizações e reestruturação do sistema financeiro, exemplo disso são os “bancos digitais”. Porém se analisarmos o mercado de trabalho, temos em torno de 950 mil trabalhadores no Sistema Financeiro, que são os terceirizados, correspondentes bancários, lotéricas, correios, entre outros. Muitos inclusive diretamente ligados às Holdings.

 

Portanto nosso desafio hoje é a representação de fato e de direito de todos os trabalhadores do Ramo Financeiro. Organizar essa categoria para juntos avançarmos nas conquistas de direitos de todos os trabalhadores. 

ligamos

fechar

ligamos
Informe seus dados: